Nota de imprensa — Implantes mamários PIP

A Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética (SPCPRE), atenta à problemática com os implantes mamários de origem Francesa da marca PIP e de acordo com organismos internacionais que sobre este assunto emitiram pareceres e notas de imprensa, entende fazer as seguintes recomendações:

  • Todas as mulheres portadoras de implantes mamários da referida marca, deverão consultar os seus Cirurgiões Plásticos ou a Instituição onde os implantes foram colocados, para:
    • lhes ser prestada toda a informação disponível.
    • realização de um exame clínico e eventualmente de exames complementares de diagnóstico (ecografia, exame radiológico apropriado ou outros)
  • Qualquer prótese que apresente sinais de alteração da sua integridade, rotura ou suspeição de rotura, deverá ser retirada, bem como a prótese do outro lado.
  • A remoção preventiva destas próteses, mesmo que não apresentem quaisquer sinal clínico de alteração da sua integridade, em pacientes preocupadas com a sua saúde, deve ser discutida com o respetivo Cirurgião Plástico, que deve ser o Médico indicado para esclarecer e aconselhar.
  • Não é possível com os dados atualmente conhecidos, estabelecer relação segura entre os implantes referidos e o aparecimento de doença maligna.

Pela Direcção da SPCPRE,

assinatura-frcarvalhoDr. Francisco Ribeiro de Carvalho