dreamstimeextrasmall 4482856 ed

A Braquioplastia, intervenção que tem por finalidade o rejuvenescimento dos membros superiores, coloca alguns problemas quer ao paciente quer ao cirurgião. Várias têm sido as técnicas cirúrgicas propostas. O objetivo da braquioplastia é a redução do excesso de pele e a circunferência dos braços. Quando existe um bom tonus e é mínima a redundância cutânea, o excesso de gordura poderá ser removido através da lipoaspiração, mas quando a laxidão dos tecidos é grande, só é possível através de excisão dos tegumentos. As incisões são colocadas na axila e na face interna do braço, de modo a poder remover-se a pele e a gordura redundantes, deixando uma sutura e correspondente cicatriz não completamente dissimuladas.

O tempo de intervenção pode ir de duas a três horas e ser executada sob anestesia geral ou local e sedação, com um curto internamento ou mesmo em regime ambulatório.

É de esperar inchaço e desconforto moderado.

Os riscos cirúrgicos incluem cicatrizes visíveis e potencialmente de má qualidade estética. Pode haver perigo de lesão de nervos cutâneos.

A recuperação ocorre em regra entre os sete e os dez dias. É recomendável o uso de manga compressiva durante vários meses.

Podem obter-se bons resultados em pacientes jovens, com gordura localizada e bom tonus cutâneo. Os resultados em pacientes com maior laxidão, pese a visibilidade potencial da cicatriz operatória, pode ser bastante satisfatório. Muitas vezes é necessária uma longa utilização de mangas compressivas.

Para mais esclarecimentos deverá consultar o seu cirurgião

Login